[Kawasaki Racing] Tá chegando a hora! Final de temporada da Copa Kawasaki Ninja em Cascavel (PR) com promessa de grandes disputas!
3 dezembro

[Kawasaki Racing] Tá chegando a hora! Final de temporada da Copa Kawasaki Ninja em Cascavel (PR) com promessa de grandes disputas!

Com o título da Copa Ninja 300 em aberto, pilotos adotam estratégias diferentes para colocar a mão na taça. Já na Copa Ninja 600 o campeão antecipado Diego Viveiros quer vencer mais uma para fechar a temporada em grande estilo

imagem_release_549680

São Paulo, 2 de Dezembro de 2015  –  Depois de mais uma rodada emocionante em Londrina (PR), chegou a vez de Cascavel (PR) receber a Copa Kawasaki Ninja, que desembarca na cidade entre 11 e 13 de dezembro para a sua grande final.

A competição, inserida no SuperBike Brasil, maior campeonato de motovelocidade das Américas, chega à sua reta final trazendo três excelentes pilotos com chances de título na Copa Kawasaki Ninja 300, que vai definir seu campeão nesta 8ª e última etapa. Já na Copa Kawasaki Ninja 600, Diego Viveiros garantiu o título de forma antecipada ao vencer em Londrina e quer vencer mais uma para encerrar o ano de forma invicta.

Niko Ramos (#822), Victor Perrucho (#226) e Indiana Muñoz (#199) aparecem como fortes candidatos ao título da Ninja 300, classe que presenteou os amantes da velocidade com grandes disputas em todas as suas etapas. Por onde passou, foi o grande destaque do campeonato na temporada, tendo sempre grids expressivos de mais de 30 motos por etapa.

Ocupando a primeira, segunda e terceira posições, respectivamente, os pilotos acumulam 203, 197 e 187 pontos e, com duas corridas previstas para a etapa derradeira, eles pretendem usar suas melhores estratégias para levantar o troféu de campeão.

Para o atual líder, aestratégia para a final é não depender dos resultados dos adversários. Niko assumiu a ponta na etapa de Londrina. “Sabendo que é uma tarefa difícil, trabalharemos bastante para vencer as duas corridas e levar o título! Conhecendo e gostando do circuito de Cascavel, sei que é uma pista extremamente difícil e desafiadora, de alta e com poucas frenagens fortes, sendo assim, estou em uma situação oposta a que enfrentei em Londrina, na qual todos meus adversários conheciam o circuito e eu não, a partir disso, com certeza farei bom uso dessa pequena vantagem”, analisou.

Perrucho chegou a sétima etapa líder, mas caiu na segunda corrida, perdendo a posição no ranking para Niko. A diferença entre eles é de seis pontos. “Com duas corridas para o final, a estratégia é render o máximo possível na pista. Treinar no circuito com minha Kawasaki Ninja 300 para encarar mais este desafio e conseguir boas posições nos grids de largada. A estratégia, na verdade, nem é uma estratégia: é dar o meu melhor para buscar este título!”, revelou.

Pela Copa Kawasaki Ninja 300 Light, Fernando Santos (#234) é o líder, com 277 pontos, seguido por Ricardo Castilho (#71), com 180 e Ricardo de Barros (#89) com 144 pontos, em terceiro lugar.

Com seu campeão já definido, a Copa Kawasaki Ninja 600 chega ao Autódromo Internacional de Cascavel – Zilmar Beux – com Diego Viveiros (#23) querendo encerrar a temporada com chave de ouro. Ele venceu as sete corridas com seis poles e não vai dar moleza para seus adversários.

Mesmo tendo conquistado o título com uma rodada de antecipação, quer vencer a prova para terminar o ano com vitória em todas as etapas disputadas. “Nunca tive a oportunidade de acelerar em Cascavel, então será mais um desafio. Já estou estudando a pista para poder vencer e concluir o campeonato com 100% de aproveitamento. Minha temporada foi perfeita, não poderia ter sido melhor: venci todas as etapas que disputei, fiz seis poles positions, conheci novos autódromos e estou cada vez melhor preparado.”

Completam os três primeiros o vice-líder da classe Jefferson Valcézia (#99), com 131 pontos, e Luís Ferraz (#13), com 127. Valcézia, com um segundo lugar, e Ferraz, que não completou a sétima etapa, trocaram de posição no ranking. Perseguindo a segunda colocação final na temporada, Valcézia conta que a temporada de 2015 lhe trouxe muita sabedoria e aprendizado. “Aprendi muito no sentido de pilotagem e rivalidade, evolui e acredito que meus colegas também. Minha estratégia para esta grande final é usar muito a cabeça, já que estou na vice-liderança e quero confirmar o resultado após a corrida final. Calma e paciência certamente serão a estratégia perfeita para um bom resultado.

Na categoria Ninja 600 Master Edvaldo Martinati (#113) é também campeão antecipado, com 155 pontos, seguido por Marcelo Kitadai (#36) com 88 pontos e Hovanes Emin (#2), em terceiro, com 22 pontos.

A Copa Kawasaki Ninja –  Idealizada para ser a categoria porta de entrada da motovelocidade, a Copa Kawasaki Ninja 300 caracteriza-se, essencialmente, pela moto originalmente homologada e licenciada para uso em vias públicas. Por ser uma categoria com preparação restrita, é excelente para os amantes da velocidade que querem pilotar suas motocicletas Ninja 300 em autódromos, com toda a segurança e profissionalismo das competições, mas sem altos custos.

A categoria é uma excelente escola para os pilotos que desejam se tornar profissionais. Tive minha primeira experiência em 2013, iniciando nesta categoria, e desde então conquistei um aprendizado imensurável tanto em relação à pilotagem da motocicleta em situações adversas, como em relação às pistas, competições e tudo que envolve esse universo. A categoria traz sempre disputas acirradas e este é o melhor cenário para conquistar a experiência para uma futura carreira no esporte”, disse Niko Ramos, líder da Ninja 300.

Com competidores disputando em condições de igualdade, a Copa Kawasaki Ninja 600 reúne pilotos que buscam mais experiência para competir nas categorias principais do SuperBike Brasil. Com motor original, os pilotos se enfrentam com os mesmos equipamentos e vence quem pilota com mais garra na pista.

Por se tratar de uma categoria na qual todos os pilotos competem em condições de igualdade de equipamentos, vence quem pilota melhor em cada corrida. É possível fazer aflorar as características positivas de cada piloto em cada circuito e revelar a verdadeira pilotagem vitoriosa. A Copa Ninja 600 é uma categoria indispensável para a formação de grandes campeões da motovelocidade”, concluiu Viveiros, líder da Ninja 600.

Serviço:    8ª e última etapa Copa Kawasaki Ninja

Data: 11 a 13 de dezembro

Local: Cascavel (PR) – Autódromo Internacional de Cascavel – Zilmar Beux

Programação completa, ingressos e demais informações: www.superbike.com.br

Copa Ninja – Classificação final após 7 etapas

Copa Kawasaki Ninja 600
1. #23 Diego Viveiros – 181 pontos (campeão antecipado)

2. #99 Jefferson Valcézia – 131 p.
3. #13 Luis Ferraz – 127 p.
4. #67 Douglas Tomé – 112 p.
5. #113 Edvaldo Martinati – 92 p.

Copa Kawasaki Ninja 600 Master
1. #113 Edvaldo Martinati – 155 pontos (campeão antecipado)

2. #36 Marcelo Kitadai – 88 p.
3. #2 Hovanes Emin – 22 p.

Copa Kawasaki Ninja 300
1. #822 Niko Ramos – 203 pontos
2. #226 Victor Perrucho – 197 p.
3. #199 Indiana Muñoz – 187 p.
4. #3 Marco Antonio Reis – 161 p.
5. #126 Regis Gomes Primos – 152 p.

Copa Kawasaki Ninja 300 Light
1. #234 Fernando Santos – 277 pontos

2. #71 Ricardo Castilho – 180 p.
3. #89 Ricardo de Barros – 144 p.
4. #227 Derick Rene Utano – 141 p.
5. #707 Jeferson de Souza – 127 p.

Fonte: VGCOM

Fotos: Foto: Marcos M. Camona/VGCOM

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *