GRANDES EMPRESAS PARTICIPAM DA 11ª EDIÇÃO DO SALÃO LATINO-AMERICANO DE VEÍCULOS ELÉTRICOS
10 agosto

GRANDES EMPRESAS PARTICIPAM DA 11ª EDIÇÃO DO SALÃO LATINO-AMERICANO DE VEÍCULOS ELÉTRICOS

Toyota, Volvo, BYD, CPFL Energia, Eletra, Mercedes-Bens, BMW e Porsche são algumas das empresas que já confirmaram presença na 11a edição do Salão Latino-Americano de Veículos Elétricos, Componentes e Novas Tecnologias que será realizado entre os dias 24 e 26 de setembro, no Expo Center Norte, em São Paulo.  Principal evento deste novo mercado na América Latina, o Salão deve ser o palco dos grandes lançamentos automobilísticos deste ano.

Salao Veiculo Eletrico

“Os veículos elétricos representam a maior revolução da indústria automotiva, desde a consolidação do motor a combustão.  Por isso, o evento tem crescido a cada ano. Em 2014, ele movimentou R$ 30 milhões em negócios”, sintetiza Ricardo Guggisberg, presidente da MES Eventos, organizadora do Salão.

A 11a edição do Salão Latino-Americano de Veículos Elétricos, Componentes e Novas Tecnologias trará novidades em bikes, motos, carros, ônibus, skates, patinetes, empilhadeiras, walking machines e veículos para portadores de necessidades especiais.  “Por ser uma tecnologia limpa, que não emite poluentes e não gera ruídos, o veículo elétrico pode ser usado tanto em frotas externas como em ambientes internos, sendo, portanto, parte integrante de vários processos industriais.  Trata-se de um mercado amplo, diversificado e que deve ser o principal vetor de crescimento dos fabricantes de veículos no futuro por conta da crescente demanda por economia, eficiência e cuidado com o meio ambiente”, detalha.

IMG_1497

Para as PMEs, o Salão deste ano trará uma novidade: a Smart City, área do evento que simula uma cidade.  “Abertos, os estandes dão maior visibilidade aos expositores, que têm suas marcas perfeitamente integradas ao espaço urbano do qual fazem parte”, destaca Ricardo.   Ao lado, a pista de testes – um sucesso de público desde que foi integrada ao evento, em 2013 – permitirá que os visitantes experimentem parte dos lançamentos que serão apresentados no Salão, elevando a circulação e a conseqüente visibilidade dos expositores da Smart City.

Há mais de uma década, o Salão Latino-Americano de Veículos Elétricos, Componentes e Novas Tecnologias tem promovido o desenvolvimento, a demonstração, a comercialização e a utilização de veículos elétricos na América Latina, assim como a atualização e disseminação do setor. Seu objetivo é apresentar o estado da arte dos veículos elétricos e de seus componentes e debater os caminhos do crescimento do setor.  Por isso, todo ano o evento apresenta as últimas novidades em produtos e serviços que compõem todos os setores da cadeia produtiva de um veículo elétrico, incluindo lançamentos.

Veículos elétricos: avanços de um novo estilo de vida
Embora vivamos dias de avanços tecnológicos constantes, são poucos os que levam à troca de todo o parque de produtos instalados.  Foi assim, por exemplo, com as TVs de tela plana, que deram novo fôlego à indústria eletrônica.  Ou com o recente avanço dos smartphones, que estão aposentando os celulares sem conexão com a internet.  Mas quando falamos da indústria automotiva, isso não acontece, apesar de seu cronograma anual de lançamentos.  Isso, porém, deve mudar nos próximos anos: o veículo elétrico avança em todo o mundo e deve se tornar o modelo prevalente do mercado até o final do século.

Os veículos elétricos atendem a vários dos desafios de nossos tempos, como diminuir a poluição sonora e do ar, reduzir custos e obter mais eficiência energética.  Estudo da assessoria de Mobilidade Sustentável de Itaipu com seis modelos elétricos mostrou que a redução de emissões de CO2 chegou a 1.908 quilos com mais de 8 mil horas de rodagem ou 15,2 mil quilômetros rodados.   Em termos de eficiência energética, os veículos elétricos apresentam um avanço significativo: tradicionalmente, os motores a combustão têm níveis de eficiência que beiram os 40%, ao passo que a eficiência total em um veículo puramente elétrico fica em torno de 60%. Outra simulação da Itaipu, se 100% da produção anual de 3,4 milhões de veículos no Brasil fosse de veículos 100% elétricos, o consumo de energia dessa frota não ultrapassaria 3,3% do total disponível para o país.  A gradual substituição da atual plataforma de veículos movidos a combustíveis fósseis por energia limpas pode revigorar a indústria automotiva, gerando empregos e impostos, contribuindo com a retomada do crescimento econômico.

Desde 2005 o mercado de carros elétricos vem crescendo 24,9% ao ano, contra 3,1% do mercado de convencionais.   De 2012 para 2013, o mercado de veículos puramente elétricos cresceu 77,6%, sendo os EUA o maior mercado em termos absolutos. Mas a maior participação relativa é da Noruega, com 4% de todos os licenciamentos em 2013. O mercado de veículos de bateria elétrica (BEVs) no país aumentou cerca de 83% de 2012 para 2013, fruto de uma política agressiva de incentivos monetários e não monetários.  No caso dos híbridos, o maior mercado global é o Japão. O país lidera os licenciamentos, tanto em valores absolutos quanto relativos. Somente em 2013, foram mais de novecentos mil veículos híbridos licenciados, ou 17,33% do total.

No Brasil os números ainda são irrisórios, mas essa realidade deve mudar nos próximos anos.  A chinesa BYD, fabricante de ônibus elétricos, instalará fábrica no Brasil em agosto. Praticamente todos os grandes fabricantes, incluindo marcas importadas de luxo, possuem projetos e alguns já se tornaram produtos comerciais.   E várias empresas do setor elétrico estão fazendo testes e parcerias para o desenvolvimento desse mercado.

Esse é o caso, por exemplo, da CPFL Energia. Seu mais recente projeto é a criação de um corredor rodoviário para carros elétricos, iniciativa inédita no Brasil. Ele resulta de parceria da empresa com a rede Graal e deve começar a operar no segundo semestre deste ano.  Com a Natura, a CPFL Energia está testando o uso de um furgão Kangoo, da Renault, movido a energia elétrica, para entrega das mercadorias às revendedoras da marca em Campinas.  Também em Campinas ocorrem os testes do Aris, furgão elétrico projetado pela fabricante Edra e que tem realizado a entrega de correspondências no bairro do Taquaral, em Campinas, percorrendo uma média de 70 quilômetros diariamente.   A empresa também importou, em regime de exclusividade, com o objetivo de realização de testes, três modelos do Th!nk City, um veículo de passeio fabricado pela norueguesa Th!nk. Ainda com o objetivo de realizar pesquisas, desenvolveu testes, em parceria com a Fiat e Itaipu, com o Palio Weekend elétrico. 

Já a Itaipu mantém parceria com a Fiat para desenvolvimento de veículos elétricos para uso próprio em pesquisas.  Recentemente, em parceria com a portuguesa CEiiA, doou dois carros movidos a eletricidade para uso da Organização das Nações Unidas (ONU) e Brasília.  Também está desenvolvendo caminhões, mini-ônibus e aviões elétricos, pois o mercado de veículos elétricos abrange todos esses modelos e também motos, skates, bikes, cadeiras de rodas, empilhadeiras, carrinhos de golfe etc.

Fonte: AViV Comunicação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *